Artigo de Cecília Correia sobre o projeto 'Demo AUV´s Madeira Project' (DAMP)

ligado .

IMG 7494O OOM-Observatório Oceânico da Madeira, promoveu a criação do grupo de trabalho, constituído por elementos da APRAM, da FEUP – Faculdade de Engenharia do Porto, da Marinha Portuguesa e do Ciimar-Madeira, com vista a colmatar algumas das necessidades existentes na R.A.M e apresentar as potencialidades dos Light Autonomous Underwater Vehicle (LAUV). Este grupo de trabalho, levou a cabo o 'Demo AUV´s Madeira Project' (DAMP), entre os dias 10 e 14 Novembro p.p., com recurso a 3 veículos autónomos tendo em vista o comprimento das seguintes missões:

• Missão I: Recolha de dados de batimetria do porto do Funchal;
• Missão II: Recolha de dados ambientais junto à costa;
• Missão III: Localização de objeto(s) afundado.

A missão I, concretizada com recurso ao sonar multifeixe existente num dos veículos, permitiu uma atualização da batimetria existente nas atuais cartas náuticas. Esta informação é essencial para as operações de manobras de entrada e saída dos navios de cruzeiro, no porto do Funchal, efetuadas pelo serviço de pilotagem da APRAM.

A missão II, vem de encontro à necessidade do conhecimento do meio marinho da R.A.M e permitiu recolher informação importante, tais como a variação de indicadores ambientais como temperatura e salinidade junto à costa. O levantamento de dados ambientais com o LAUV que ocorreu num período de 2 horas levaria 4-6 horas a recolher recorrendo a um navio hidrográfico.

Na concretização da missão III, com apenas um "mergulho" de 50 minutos e outro de 30 e recorrendo ao apoio de um sonar de varrimento lateral existente num dos veículos, foi possível identificar com precisão a posição de uma âncora e respetiva amarra, deixada por um navio durante o mau tempo no passado dia 20 de Outubro. Esta informação será vital para a recuperação do mesmo e consequente limpeza da zona de fundeadouro do Porto do Funchal.

Os veículos utilizados nesta missão foram desenvolvidos no âmbito de dois projetos:

SeaCon - Sistema de treino, demonstração e desenvolvimento de conceitos de operação com múltiplos veículos autónomos submarinos, com uma duração de 2 anos. Projecto conjunto entre a Marinha (Centro Integrado de Treino e Avaliação Naval – CITAN) e a Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP), financiado pelo Ministério da Defesa Nacional;

NOPTILUS – Autonomous Multi-AUV Navigation for Exploration of Uknown Environments, financiado pelo ICT-FP7 - European Community's Seventh Framework Programmee com cerca de 7 parceiros internacionais, sendo a FEUP o único nacional.

IMG 8812Estes veículos têm a particularidade de serem mais pequenos e mais leves que os existentes no mercado internacional. Apesar desta característica, estes veículos batizados como Light-AUV (LAUV), estão bem equipados possibilitando um 'payload' composto por uma combinação dos principais sensores disponíveis no mercado.

No final da semana, foi realizada uma demonstração pública do projeto em que se mostrou como as tecnologias subaquáticas, neste caso totalmente portuguesas, permitem superar as limitações humanas na recolha de dados em profundidade. Esta iniciativa foi maioritariamente financiada pela Agência de Investigação das Canárias, no âmbito de um projeto de investigação (ld. 2010/0062) coordenado pelo Professor Daniel Hernández, da Divisão de Robótica e Oceanografia Computacional do Instituto SIANI da Universidade de Las Palmas de Gran Canária.

Cecília Correia
Técnica superior da APRAM